pele

  1. Juntos contra o câncer de pele

    Todos os anos, são quase 200 mil novos casos de câncer de pele no Brasil, o que corresponde a 33% dos diagnósticos de cânceres no nosso país. É preciso uma atenção muito especial, pois a prevenção requer ações simples.

    São dois os tipos de câncer de pele mais comuns, os não melanomas (carcinona basocelular e carcinoma epidermoide), que são mais frequentes e menos graves, e os melanomas que, devido ao risco maior de apresentar metástase, acabam sendo mais graves, embora menos frequentes.

    Os sintomas do câncer de pele são bem visíveis, caracterizados por manchas na pele que podem arder, coçar, descamar e até mesmo sangrar. A doença pode apresentar ainda algumas feridas na pele (se não cicatrizar até quatro semanas, caracteriza um sintoma). Lembrando sempre que, ao sinal de qualquer sintoma, um médico deve ser procurado imediatamente, para que possa ser dado o diagnóstico precoce.

    Para que se livre do câncer de pele de vez, é necessária uma pequena cirurgia na maior

    Leia mais »
  2. Proteção contra o sol: saiba quais os cuidados tomar no verão

    Verão é a melhor época para aproveitar o calor e o sol, passear na praia e ficar junto à piscina. De fato, tomar sol faz muito bem à saúde, pois além de estimular a produção de vitamina D (que aumenta o nível de cálcio no organismo, auxilia na prevenção a doenças auto-imunes e outras mais), também diminui o risco de depressão, melhora a qualidade do sono e estimula a produção de melanina, que dá aquele bronzeado bonito à pele. No entanto, com a grande incidencia de raios ultravioletas, é preciso tomar alguns cuidados.

    O protetor solar é essencial na defesa contra os raios UVA e UVB, e por isso é imprescindível. É preciso ter atenção ao Fator de Proteção Solar (ou FPS) que é representado por números e determina o quanto aquele produto deve preservar sua pele. Por exemplo, se optar por um protetor solar com fator 50, significa que sua pele vai levar 50 vezes mais tempo para ficar com aquele vermelho mais agressivo. E atenção: não é indicado utilizar protetores com FPS menor que 30.

    O bronzeador não fornece esse tipo de proteção contra os raios ultravioletas, assim estimulando nossa pele a produzir mais melanina, deixando-a mais pigmentada e fornecendo o bronzeado. Exatamente por isso é preciso ter muito cuidado ao utilizar bronzeadores. Há os modelos feitos com óleo que são ainda mais agressivos e são contraindicados.

    Para aproveitar o sol da maneira correta e sem prejuízos à saúde, procure se manter sempre bem hidratado e evite a exposição direta nos horários de pico, entre 10h e 16h.

    Leia mais »
  3. Psicossomáticas: a pele e a saúde mental

    As doenças psicossomáticas são muito mais comuns no dia a dia das pessoas do que se possa imaginar. Elas apresentam como sintomas algumas alterações físicas sem uma causa específica identificada por exames, pois, geralmente, são originadas por desequilíbrios emocionais e mentais. A pele é um dos órgãos que mais sofre com esse distúrbio, uma vez que pode desencadear lesões, coceiras, formigamentos e alergias. As doenças psicossomáticas podem agravar ainda outras enfermidades relacionadas à pele, como o vitiligo, psoríase, quedas de cabelo, acne, entre outras.

    Traumas, ansiedade, depressão, situações de violência (seja física ou psicológica), trabalho em excesso e desilusões amorosas são algumas das principais causas dos distúrbios psicossomáticos.

    O tratamento é realizado com acompanhamento psicológico e psiquiátrico, por se tratar de um mal de cunho emocional. Fique atento aos sintomas! Se quiser excluir algumas possibilidades antes de recorrer ao tratamento psicológico, o site www.kayoah.com possui uma triagem on-line, que auxilia na identificação de problemas variados de pele e indica opções para amenizar e tratar alguns desses problemas. É possível acessar o site e selecionar o menu “Triagem On-Line”. O portal, no entanto, não substitui a consulta médica, por isso é preciso atenção aos sintomas e nunca descartar a ida ao médico.

    Leia mais »