Campanha

  1. Julho Amarelo e as hepatites virais

    Você sabe quais as maneiras de prevenir contra hepatites virais? E sabe como tratar? Todos os tipos de hepatites já têm vacinas? A dra. Adriana Martins Miranda fala ao Grupo Total em entrevista exclusiva sanando todas essas dúvidas e muitas outras mais. Confira:

     

    Leia mais »
  2. Curiosidades sobre o coração

    O coração, símbolo do amor, é o órgão principal do sistema circulatório e o responsável por transportar nutrientes para todas as partes do corpo. Sabemos que o seu papel é vital, e os cuidados com ele são essenciais. Responsável por fornecer oxigêncio e nutrientes para o organismo, possui fatos surpreendentes associados ao seu funcionamento. Confira abaixo:

     

     

    1) Um coração saudável pesa entre 250g e 400 gramas, bate cerca de cem mil vezes por dia e pode chegar a 35 milhões de batidas em um ano.

    2) Rir aumenta o fluxo sanguíneo e melhora o funcionamento do sistema vascular.

    3) O coração possui uma ligação com o corpo em sua totalidade, por meio do sistema cardiovascular.

    4) Ele não precisa da função cerebral para continuar batendo, já que é capaz

    Leia mais »
  3. O que muda no corpo humano quando envelhecemos

    Com a chegada da vida adulta, alterações naturais e graduais começam a acontecer no corpo humano, de maneira física, mental e metabólica. Esse processo contínuo e natural da vida é o envelhecimento. Os cuidados com o corpo e a mente possibilitam viver um envelhecimento saudável, permanecer ativo, independente e evitar distúrbios.

    Durante o envelhecimento, células individuais e órgãos completos mudam. Conheça algumas das transformações:

    Envelhecimento celular: As células do corpo humano são programadas para morrer e dar lugar à novas células quando envelhecem ou não são mais capazes de executar ações. Essa é uma parte normal do funcionamento do corpo humano. No entanto, o envelhecimento celular está associado a um pior funcionamento está associado. 

    Envelhecimento dos órgãos: Com o auge das funções corporais, que ocorre por vol

    Leia mais »
  4. Doação de sangue: um convite para fazer o bem

    Os meses mais frios do ano são o momento em que os bancos de sangue mais enfrentam dificuldades, já que existe uma baixa no número de doadores. Como forma de incentivo à essa campanha tão importante, nasceu o Junho Vermelho, mês que também é marcado pelo Dia Mundial do Doador de Sangue. Essa campanha conscientiza sobre como a doação de sangue é essencial em qualquer momento. 

    Maria do Carmo Favarin, médica hematologista, explica que a porcentagem atual de doadores de sangue ainda é muito pequena para a população brasileira. Em entrevista, também fala quais são os requisitos básicos para realizar a doação de sangue, as contraindicações que existem para proteger o doador e o receptor, e quantas vidas são salvas com apenas uma doação. Também, explica qual é o tempo necessário para que o volume de sangue, a quantidade de hemácias e o estoque de ferro sejam reestabelecidos no organismo do doador, e quais são os processos que acontecem depois da doação de sangue, com o ob

    Leia mais »
  5. Sabia que dormir bem é essencial para a saúde?

    O simples ato de ter uma boa noite de sono traz muitos benefícios para a saúde, tendo grande importância para o organismo. Durante a noite, enquanto dormimos, o nosso corpo começa a exercer algumas atividades de restauração, entre síntese de proteínas, reparo nos tecidos danificados durante o dia, recuperação de energias e crescimento muscular. Segundo especialistas, um adulto precisa dormir, pelo menos, de 7 a 8 horas diárias, enquanto um adolescente deve ficar na média de 8 a 10 horas de sono, a criança de 9 a 13 e um bebê necessita dormir de 12 a 16 horas no dia.

    Mas como dormir bem pode nos ajudar? Entre os benefícios que uma boa noite de sono pode proporcionar ao organismos, estão a melhora da imunidade, da concentração e do humor, além de manter uma mente, coração e físico mais saudáveis, isso sem contar os acidentes que previne, que geralmente ocorrem por conta do cansaço. Mas uma noite bem dormida de sono previne o indivíduo também contra:

    • A obes
    Leia mais »
  6. Maio Roxo: Entenda as Doenças Inflamatórias Intestinais

    A Doença de Crohn e a Retocolite Ulcerativasão as principais Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) e acometem qualquer idade, tendo a faixa etária jovem adulta como principal incidência. A campanha Maio Roxo alerta sobre a identificação dessas doenças que afetam o intestino e podem ter como sintomas também manifestações extra intestinais. Tratá-las no momento correto, recuperar a qualidade de vida dos pacientes e não desenvolver riscos de consequências mais graves são seus principais objetivos.

    O coloproctologista Rogério Parra explica as DII e suas características, destacando também qual é o sinal de alarme para elas: se existe uma dor abdominal frequente, cólicas fortes, emagrecimento, anemia e diarreia com sangue ou catarro, recomenda a procura de um especialista. Assista a entrevista completa com o especialista:

     

    Leia mais »
  7. Necessidades do corpo após os 50

    Frutas e legumes ricos em betacaroteno, luteína, selênio e Vitaminas C e E atuam no corpo combatendo os radicais livres que aceleram o envelhecimento, enquanto alimentos proteicos e com substâncias relaxantes, ajudam os músculos e agem como calmantes naturais, respectivamente.

    Avaliar a dieta alimentar é um momento importante durante os 50 anos, pois nessa faixa etária, o corpo precisa de nutrientes diferentes. O estilo de vida, um sono adequado e uma boa alimentação são o que definem o conceito de envelhecimento saudável. o Instituto de Medicina dos EUA (OIM), as principais mudanças em relação a vitaminas e minerais, são:

     

    Vitamina B6

    O corpo não armazena vitamina B6, o que significa que ela precisa ser consumida todos os dias. Alimentos frescos variados em uma dieta equilibrada ajudam a suprir as necessidades dessa vitamina. É benéfica para a saúde do coração e níveis de energia, e sua necessidade para o corpo passa a

    Leia mais »
  8. Vacinas Brasileiras: promessas nacionais contra a Covid-19

    Vacinas Brasileiras: promessas nacionais contra a Covid-19

    A população não ve a hora de ter sua maioria vacinada para diminuir exponencialmente o número de mortes causadas pela Covid-19 e decretar o final da pandemia. Na esperança de que seja possível acelerar o processo e gerar anticorpos ainda mais resistentes, os pesquisadores brasileiros estão desenvolvendo novas vacinas. Confira que estão em maior evidência:

    Butanvac (Instituto Butantan)

    Uma vez que já realizou os testes de laboratório, a Butanvac já está preparada para iniciar a fases do teste clínico, uma que verifica se o imunizante é seguro (fase 1), e outra que avalia as respostas do sistema imunológico (fase 2). O instituto já solicitou a autorização para a Anvisa no final de abril e aguarda um parecer para avançar esta etapa que pode durar até 20 semanas.

    Esta vacina utiliza um vírus que causa a gripe aviária, sendo inofensivo para o ser humano, modificand

    Leia mais »
  9. Autismo: um transtorno do neurodesenvolvimento

    Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial da Conscientização do Autismo é celebrado no mês de abril, assim como as campanhas nacionais que chamam a atenção para o assunto: Abril Azul e Abril Multicolorido.
    Acompanhe a entrevista com a médica pedriatra Lilian Nakachima Yamada, que detalha informações importantes sobre o Transtorno do Espectro Autista, explicando os eixos do transtorno, quais são as terapias de apoio e como você pode ajudar as famílias que possuem um membro autista.

     

    Leia mais »
  10. Hemofilia: um distúrbio que altera a coagulação do sangue

    A hemofilia é o mais habitual distúrbio hemorrágico que leva a sangramentos, mas isso não significa que os hemofílicos, como são chamados os indivíduos que possuem a doença genético-hereditária, sangram mais que outras pessoas. Pessoas com hemofilia sangram por mais tempo, pois essa doença rara é causada por uma deficiência de elementos da coagulação sanguínea, ou seja, a doença impede a coagulação e o sangue não é estancado.

    Na maior parte dos casos, acontece por uma mutação genética em parte do cromossomo X, passada das mães para os filhos do sexo masculino. Em outros casos, pode estar presente em uma sequência familiar, se manifestando em determinas gerações e parentes.

    Além disso, existem vários tipos de hemofilia e classificações de gravidade, que pode ser considerada como leve, moderada ou grave. Consequência de uma deficiência ou disfunção de proteínas, o tipo A (fator da coagulação VIII) e o tipo B (fator da coagulação IX), são os seus tipos mais comuns. Os f

    Leia mais »
Página